Cabo Polonio – Uruguai 🇺🇾

Cabo Polonio

Como vocês podem acompanhar nos posts anteriores, programei a road trip pelo Uruguai e inclui nela vários pontos turísticos que pesquisei na internet mas durante a viagem um deles me surpreendeu muito e acabei querendo falar somente dele aqui.

Cabo Polonio superou minhas expectativas. Inicialmente eu pensei que fosse apenas um lugar a mais pra passar e seguir adiante. Depois pensei até em não ir lá dado a alguns amigos que fizeram o mesmo passeio e não foram.

Como estava na programação, resolvi ir e foi uma excelente experiência. Já adianto que vale muito a pena reservar no mínimo um dia para visitar Cabo Polonio. Para aqueles que são mais aventureiros, uma noite por lá é bem vinda e explico porquê ser aventureiro mais à frente. 

Cabo Polonio é um parque e fica a 98 km do Chuí, mais ou menos 1h 20 min de carro. Depois de Pelotas me hospedei em La Paloma por que tinha pesquisado Cabo Polonio e só tinha achado Hostel mas confesso que entre o hotel que fiquei em La Paloma e algum lugar em Cabo Polonio, dava no mesmo ou Polonio até ganhava.

Como chegar em Cabo Polonio

De carro siga pela rota 9 (o Google Maps é ótimo, nem se estresse) até a entrada do Parque. Lá tem estacionamento ao custo de 190 Pesos Uruguaio que você paga na saída. Quando fui o peso Uruguaio valia aproximadamente 1 para 8, ou seja, 1 real = 8 pesos Uruguaios. 

Chegando lá dirija-se ao guichê para comprar a entrada. Custa 250 pesos uruguaios por pessoa. Você receberá um ticket com duas partes, uma é para embarcar na jardineira na ida e outra na volta. Não perca!

Visitando as praias de Cabo Polonio

Após uns 30 minutos sacolejando na jardineira apertadinha você chega a um lugar muito lindo que é a ponta do Cabo Polonio. Por lá é tudo no estilo hippie, pequenas casas de madeira colorida, um monte de hostel e varias pessoas vendendo miçangas.


O transporte para as praias de cabo Polonio

Os horários das Jardineiras são fixos. Na dúvida visitem este site e vejam o melhor horário para chegar e sair e evite perder tempo de passeio. Eu mesmo esperei uns 25 minutos que poderia estar andando ou fotografando ainda.

A água da praia é gelada mas dependendo da época que for, tipo indo no verão, da pra tomar banho tranquilo. Existe uma praia maior por onde a jardineira passa, uma outra praticamente inabitada e a principal onde ficam os restaurantes e pousadas.

Se você é daqueles que gosta de ficar na praia pegando sol e curtindo um relax, sugiro levar guarda sol e canga, pois lá não tem. Sugiro também levar mantimentos porque as cosias são muito caras. Se gosta de uma cervejinha, prepara R$ 25,00 para uma Corona pequena.

Não deixem de assistir os vídeos no YouTube

As praias são boas e mansas. Não há ondas gigantescas e nem é funda tipo aquelas praias que você entra e cai em um abismo. Pode aproveitar bastante a beira da água principalmente se for com criança. Recomendo muito protetor solar também, lembrando que não há muita estrutura nessas praias.

Praia de Cabo Polonio

Onde se hospedar em Cabo Polonio

Eu pesquisei bastante e encontrei muito Hostel. Desses vocês encontrarão vários mas fiquem sabendo que como a maconha lá é liberada e o estilo é hippie total, talvez não seja seu estilo e não seja legal ficar lá. Há também a possibilidade de alugar uma das casinhas que tem por lá.

Quando estava andando pela praia encontrei uma pousada que parecia super bacana. O nome é Pousada Carmela. Não fiquei hospedado lá mas com certeza ficaria se fosse ter uma noite em Cabo Polonio. Veja a foto da entrada abaixo.

Pousada Carmela - Cabo Polonio - Uruguai

Onde comer

Existem vários pequenos restaurantes pelas vielas da praça central. Não se espante com o estilo dos restaurantes, eles são tipo casinhas pequenas mas é o estilo. Não espere nada grandioso mas é tudo bem bacana. É interessante andar um pouco antes de escolher.

Eu vi algumas indicações na internet mas acabei almoçando em um em frente a praia mesmo. O valor é caro se compararmos com o local mas tudo no Uruguai é caro. Paguei R$ 70,00 em um peixe que estava muito bom. Existem também alguns restaurantes das pousadas que são acessíveis aos visitantes.

O farol

Outro lugar legal para conhecer em Cabo Polonio é o farol. É em volta do Farol que vocês conseguem ver os leões marinho. Existem muitos naquela área mas eles ficam um pouco distantes. Quem tiver uma máquina fotográfica com lente para captar imagens mais distantes terá excelentes fotos.

O Farol possui 27 metros de altura e foi construído em 1881. É possível subir no Farol ao custo bem pequenininho mas não sei porque motivo, quando fui ele estava fechado. Funciona das 08 as 13 e depois das 15 até o pôr do sol, pelo menos deveria né.

Em Cabo Polonio há internet e o telefone funciona perfeitamente. Pode usar cartão de crédito tranquilo. A bandeira mais utilizada é Visa mas de qualquer maneira não deixe de levar dinheiro. Eles aceitam reais e dólar também e a conversão varia muito de estabelecimento para estabelecimento.

Paguei o ingresso em reais e o câmbio foi de 1 real para 7,5 pesos uruguaios, foi muito baixo então sugiro fazer câmbio e pagar em pesos uruguaios mesmo. Só para ter uma ideia eu almocei em um lugar super bacana que será um outro post e o câmbio foi de 1 real para 8,5 pesos uruguaios. Eles não aceitam pagamento em cartão para entrar no Parque.

Mais informações vocês encontram no site oficial de Cabo Polonio neste endereço: https://www.portaldelcabo.com.uy/pt

Nos vemos por ai…

Road Trip Uruguai – Chuí, Santa Teresa e Punta del Diablo

Primeiro dia Road Trip Uruguai

O primeiro dia da road trip foi aquele deslocamento de Santa Maria para Porto Alegre e depois Pelotas. Foram 550km bem tranquilos. A estrada não é das melhores mas depois que sai de Porto Alegre ela fica boa.

Chegamos em Pelotas no fim da tarde. Não deu tempo de passear porque as coisas fecham cedo. Nos hospedamos no Hotel Curi o qual recomendo. Limpo, preço justo, café da manhã satisfatório e muito bem localizado. O estacionamento é ao lado, porém pago, custou R$ 20,00.

Segundo dia Road Trip Uruguai

No segundo dia acordamos, tomamos café no Hotel Curi e seguimos para o Chuí. Após 260km por uma estrada bem boa, chegamos ao Chuí. Passeamos pelos free shop e almoçamos em um restaurante no lado brasileiro.

Se você não sabe, a fronteira é dada por um canteiro. Na rua, de um lado é o Brasil e do outro é o Uruguai. O telefone funciona naquela área normalmente. Na verdade funcionou até uns km dentro do Uruguai e olha que uso TIM.

Imigração para o Uruguai

Chegando à fronteira passamos pela Receita Federal e pela Polícia Federal mas não paramos. Fizemos a imigração apenas no lado do Uruguai, uns 3km após o free shop.

Chegando à imigração que parece uma rodoviária velha, estacione o carro e vá até o guichê. É até engraçado, as instalações são simples naquele estilo de filmes latinos. Após apresentar o passaporte, retorne ao carro e passe direto pela “rodoviária”.

É necessário ter a carta verde para poder dirigir pelos países do Mercosul mas na imigração ninguém me pediu. Eu já tinha providenciado a carta verde antes então, não se esqueça de pedir ao seu corretor. Se esquecer, há locais que emitem como o posto Shell ainda no lado brasileiro.

Santa Teresa

Saindo do Chuí fomos par ao Parque Santa Teresa. Lá visitamos a Fortaleza Santa Teresa. A entrada ao Parque é gratuita mas se quiser visitar o Museu Militar que é a Fortaleza, terá que pagar R$ 6,00 por pessoa.

Fortaleza Santa Teresa

Tirei algumas fotos legais (confiram no Instagram) e fiz filmagens com o drone (confiram no YouTube). Só alertando que não pode filmar com o drone na Fortaleza. Como eu sei disso? Eu decolei o meu e tomei um esporro 😂, mas as imagens ficaram.

Vejam todo o roteiro da Road Trip pelo Uruguai

Playa de la Moza

Depois da Fortaleza desci para a Plaza De La Moza. No caminho até lá você poderá ver uma enorme área de camping com uma infraestrutura boa para quem quer acampar ou ir de motohome. É bem legal.

Chegando à Praia, dei uma volta e depois resolvi decolar o drone novamente uma vez que já não estava em área militar. A praia é bem extensa e bonita. Tem uma área mais movimentada e outra mais deserta. Não espere água morna.

Chip Uruguaio para celular

O Parque Santa Teresa tem um quiosque da Antel que é a operadora de telefonia no Uruguai. Eles fornecem wi fi gratuito para quem está acampado. Aproveitei e comprei um chip para não ficar sem comunicação.

O chip custou 65 pesos uruguaios mais 140 de crédito. Comprei no cartão de crédito mas para isso não há isenção do imposto chamado IVA. Fiquem atentos a isto, se possível paguem em dinheiro.

Punta Del Diablo

Punta del diablo

Saindo de Santa Teresa fomos para Punta Del Diablo. Fica ali pertinho, apenas 13km do Parque Santa Teresa. Não sei se já comentei mas a estrada é um tapete, zero buracos e bem sinalizada.

Punta Del Diablo é uma cidadezinha bem estilo hippie. As ruas são de chão batido sem asfalto. Os chalés são de madeira e pintados de cores diferentes. Quase não se vê hotéis, apenas Hostel e chalés e casas para alugar.

A praia é bem grande também e tem guarda vidas para segurança da galera. À beira mar parece uma cidade dos anos 60, muita coisa de madeira. Definitivamente é um lugar muito legal porém sem luxo ou glamour. Lembrando que no verão dá pra ficar na praia até 21:00h.

La Paloma

Depois de rodar o dia todo, fotografar, conhecer lugares, filmar com drone, tomar esporro do soldado (não necessariamente nesta ordem), pegamos a estrada para La Paloma onde foi o pernoite.

La Paloma fica a 107km de Punta Del Diablo. A estrada é maravilhosa até lá mas pode dentro de La Paloma é do mesmo jeito que as demais, ou seja, chão batido. Algumas ruas tem calçamento de pedras.

Quase não encontrei hotel em La Paloma, a maioria é Hostel. Ficamos no Yureti Hotel mas de bom não tinha muita coisa. O Banheiro tinha um cheiro ruim mas depois de dois banhos, ele melhorou. As camas eram simples e o ar condicionado funcionava – Glória a Deuxxxx.

Resolvemos sair para jantar e em La Paloma tem a rua do centro da cidade com vários restaurantes e bares. Quando forem por lá, antes de escolherem onde jantar, passeiem pela rua toda para verem as opções. Na hora de pagar a conta não se esqueça de conferir o desconto do IVA.

Depois disso tudo, hora de dormir para aproveitar o terceiro dia… acompanhem no próximo post.

Road Trip pelo Uruguai

Uma road trip é uma ótima oportunidade de explorar com mais detalhes vários lugares diferentes. Quando viajamos de avião, geralmente chegamos e saímos pelo mesmo aeroporto, alugamos carro, fazemos passeios mas acaba que não tem como ir muito distante porque tem que voltar.

Já fiz algumas road trip bem legais mas não relatei aqui. Uma delas foi pela Itália, saindo de Roma, passando pela Costa Amalfitana, descendo até a Sicilia e finalizando em Malta. Foi muito boa e vou relatar essa aqui depois.

Roteiro da Road Trip pelo Uruguai

Desta vez a road trip terá duração de 8 dias e será de Santa Maria no Rio Grande do Sul até o Uruguai conforme o mapa e o roteiro abaixo.

Road Trip Uruguai

Primeiro Dia 

  • Saída de Santa Maria até Porto Alegre para pegar minha filha no aeroporto e depois seguir até Pelotas onde pernoitaremos;
  • Distância Santa Maria até Porto Alegre – 290 km
  • Distância Porto Alegre até Pelotas – 260 km.

Segundo Dia

  • Saída de Pelotas para Chuí – Visitar Free Shop – 260 km;
  • Sai do Chuí e passa no Forte de Santa Tereza – 33,7 km;
  • Fortaleza de Santa Tereza visitar
  • Praya de la Moza;
  • Depois segue pra Punta Del Diablo  – 12,8km
  • Segue para La Paloma – 108km;
  • Pernoitar em La Paloma.

Acompanhem as fotos no Instagram e os vídeos no YouTube!


Terceiro Dia

  • Sai de La Paloma para Cabo Polonio – 49,6km;
  • Segue de Cabo Polonio para Punta Del Leste – 145 km;
  • Passear por Punta Del Leste;

Quarto Dia

  • José Ignacio – 33 km;
  • visitar Farol;
  • Praia;
  • Parador La Huella;
  • La Barra;
  • Volta para Punta Del Leste – 33 km.

Quinto Dia

  • Passear em Punta Del Leste;
  • Monumento Los Dedos;
  • Praia;
  • Punta Ballena
  • Pôr do sol em Casa Pueblo.

Sexto Dia

  • Sai de Punta Del Leste para Montevideo – 135 km
  • Visitar Cidade Velha;
  • Pocitos;
  • Palácio Salvo;
  • Mercado Agrícola.

Sétimo Dia

  • Ir à Colonia do Sacramento – 180 km.

Oitavo Dia

  • Montevideo para Santa Maria 750 km.

Esta é a programação tentativa. Vou relatando o cumprimento e as alterações durante o caminho. Tentarei postar fotos e dicas online, conforme forem acontecendo vou postando no fim do dia.

Nos próximos posts vou atualizando sobre pedágios, câmbio, restaurantes, atrações e o que mais for interessante. Se você já fez essa road trip ou visitou esses lugares, não deixe de comentar com suas dicas. Toda dica é importante.

Nos vemos por ai…

Dicas de compras em Nova Iorque – NY

Então, Partiu Com Grilão para umas dicas de compras em NY?

Dicas de compras em Nova Iorque, esta é uma tarefa bem difícil pois NY tem muitas lojas e muitas coisas boas pra comprar. Apesar de não ser exatamente o preço dos Outlets de Orlando e Miami, os preços são atrativos sim. Então vamos à umas dicas.

Defina o tipo de viagem que você vai fazer

Definir o tipo de viagem que você vai fazer é fundamental para o planejamento do tempo. Se for uma viagem daquelas rapidinhas tipo de Stopover que não levam mais de 3 dias, aconselho a já ir passeando e fazendo compras, pois as lojas têm muitos produtos e você ficará horas dentro de uma mesma loja.

Se for uma viagem diretamente pra NY na qual você terá mais de 5 dias, já pode se dar ao luxo de ir a um Outlet em New Jersey mas atenção, não pense que poderá ir ao Outlet rapidinho e voltar, você precisará de um dia para visitar um dos Outlets, pois somando deslocamento e compras fica bem difícil de ser um pulinho por lá.

Organize as prioridades

Se estiver indo para fazer compras e passear, sugiro primeiramente fazer compras e sendo assim, vá primeiramente a um dos Outlets. Recomendo o Jersey Garden por ser mais próximo a Manhattan e ter várias lojas boas. Já se preferir as grandes grifes como D’ior, Bluberry e outras deste segmento, vá para o Woodbury. Após visitar os outlets aí sim aconselho a andarem pelas lojas nas ruas de NY.

Dicas de compras em Nova Iorque - NY  Resultado de imagem para woodbury outlet

Após as compras planeje as prioridades dos pontos turísticos, consulte estes posts aqui e aqui para para verificar o que fazer em NY.

Falando em pontos turísticos, vocês conhecem Gramado? Já viram o Natal Luz em Gramado? Confiram neste post o espetacular evento que reúne mais de 1 milhão de pessoas no período.

As “melhores” lojas para compras

A intenção aqui é fazer você economizar tempo então se está procurando lojas com preços baixos e roupa de qualidade, vá direto à Burlington ou Marshall. Estas lojas são aquelas famosas que têm roupas baratinhas que saíram da coleção e das vitrines das lojas da própria marca então você encontrará roupas da Calvin Klein, Nike, Puma, Adidas, Timberland e muitas outras por preços arrasadores!

Resultado de imagem para burlington

Para se ter uma ideia eu não pago mais do que 20 dólares em uma camisa e por lá muitas das vezes você consegue comprar duas camisas por 20 dólares. Há promoções por até 5 dólares.

Marshalls NY

Uma coisa importante de saber é que as lojas não são exatamente iguais. Elas têm roupas diferentes então pode visitar até mesmo mais de uma Burlington e encontrar coisas boas. Em NY não há a Ross Dress for Less que é outra loja muito boa pra comprar coisas baratas.

Existem também as megastores mais conhecidas e que também tem muita coisa boa como a Macy’s e a H&M mas os preços são um pouco mais caros do que naquelas lojas citadas.

Resultado de imagem para macys

Atenção, não quer dizer que na Macy’s ou na H&M as coisas sejam caras demais, a diferença é entre elas e as outras lojas como a Burlington e Marshalls então se tiver tempo, vá primeiramente no Outlet e depois passeie pela Burlington e Marshalls e por último nessas lojas maiores como a Macy’s e H&M mas se o tempo for curto, vá direto nestas últimas lojas, pois lá você encontrará de tudo e como tempo é dinheiro, vai pagar um pouco mais mas economizará no tempo.

H&M NY

Outras lojas boas para passar muito tempo andando e vendo as promoções são: Century 21 e Forever.

Eletrônicos

Se quiser comprar eletrônicos sugiro o site da Amazon que envia em até dois dias com o Amazon Prime ou até mesmo pegando em um locker, a Best Buy e a B&H Photo. Estas lojas são as que mais tem produtos com o preço iguais.

B&H Photo NY  Resultado de imagem para best buy

Se você é Applemaníaco então não deixe de visitar a loja mais famosa no mundo na Quinta Avenida.

Resultado de imagem para apple 5 avenida

Infelizmente o cubo não existe mais. A Apple está fazendo uma reforma na sua mega loja e teve que desmontar o cubo e ninguém sabe ao certo o que vai acontecer quando a obra terminar. Será que eles montarão o cubo novamente ou farão outro tipo de entrada?

Souvenires

Você vai encontrar muitas lojas de souvenires próximo à Times Square. Por lá existem muitas lojas com os mesmos preços então nem adianta andar muito. Claro que deve dar aquela circuladinha básica para encontrar alguns descontos mas meu conselho é de não perder tempo para comprar chaveiros, bonés, camisetas e outros itens pequenos.

As coisas mais engraçadas no momento nessas lojas são as relacionadas ao Trump.

Resultado de imagem para trump souvenir

Conclusão

Você pode até passear por outras lojas e encontrar coisas boas e baratas mas aconselho a fazer isso somente se tiver bastante tempo sobrando. Como NY é uma cidade com muitas coisas para visitar, gastar muito tempo dentro das lojas olhando roupas, maquiagens, tênis e etc. pode não ser o melhor aproveitamento da viagem.

Na minha última ida fiquei 12 dias e andei por muitas lojas e no fim concluí que visitando essas citadas no post já supre toda a necessidade de compras.

E você? Tem alguma dica sobre compras em NY? Compartilhe conosco suas experiências.

Nós vemos por aí…..

A pequena e longa Nova Iorque – NY

Fala galera Viajante!!!

Já estive em Nova Iorque 3 vezes e nesta última resolvi escrever um pouco sobre a cidade “that never sleeps”, porém vou dividir os assuntos porquê, apesar de ser uma viagem dentro da mainstream, há muito o que se falar sobre NY.

New York
Quem não ama NY?

Chegar em Nova Iorque é bem fácil. Existem vários voos saindo do Brasil diariamente e aconselho pegar um voo noturno direto para JFK. Mesmo que seja um pouco mais caro ainda vale a pena, pois assim evita cansaço de conexões e perda de tempo.

Geralmente os voos direto saem em torno das 22h do Brasil e chegam antes das 06h da manhã em Nova Iorque, ou seja, basta embarcar, tomar um vinho na janta, dormir e acordar para o café da manhã em NY.

NY divide-se em 5 pequenas ilhas: Manhattan onde tem a parte principal com a Times Square, quinta avenida e Brodway; o Bronx, Queens, Brooklyn e Staten Island.

Resultado de imagem para nova iorque mapa

Chegando em Nova Iorque

Do aeroporto JFK existem várias maneiras de deslocar-se para a Ilha e vocês podem escolher qualquer uma delas sem preocupação. A mais barata é de metrô. Podem pegar o airtrain vermelho para sair do aeroporto, descer na estação Jamaica Station e depois pegar o metrô “F”.

Esta linha é uma das mais completas na minha opinião. Após pegar o metrô “F”, podem descer na estação Rockefeller Center caso precisem ficar já pela parte mais movimentada ou então fazer as conexões necessárias para chegarem onde estarão hospedados.

Não deixem de ver também um pouco sobre Malta

Em questão de hospedagem, a ilha de Manhattan é muito cara e não tem luxo nos hotéis a não ser que paguem muito mesmo. Mas nas outras ilhas ao redor vocês podem encontrar alguma coisa mais em conta. Sobre hospedagem falaremos em post específico pois.

Quando ir?

Se gostam de frio, podem visitar Nova Iorque entre outubro e fevereiro. Provavelmente pegarão uma nevasca entre dezembro e janeiro. Preparem-sem para muito frio e se sentirem no filme do Karatê Kid, põe casaco, tira casaco, põe casaco, tira casaco.

Já se preferem calor, prefiram o verão e podem ir de maio a agosto. Estive lá em abril e ainda peguei um pouco de frio, em Nova Iorque estava bem tranquilo mas quando fui à Niágara Falls, peguei -4. Depois vou falar sobre as Cataratas do Niágara.

Como se locomover?

Não aluguem carro! A ilha é apertada, sem lugar para estacionar e quando acha é tipo $15 por meia hora. Além do mais há um trânsito demorado por ter vários semáforos por todas as ruas.

A grande vantagem é comprar o weekly pass do metrô. Trata-se de um passe de $ 32.00,  ilimitado por 7 dias que pode ser usado no metrô, no tram e no ônibus. Podem comprar já na Jamaica Station.

Atenção, há carência de 20 minutos entre o uso então não sejam lentos na hora de passar na roleta do metrô, caso passe o cartão e demorem a passar na roleta, e precisem passar o cartão novamente, aparecerá uma mensagem de “Just Used” e não deixará você passar até que espere o tempo previsto.

E se mesmo assim eu vacilar e acontecer de passar o cartão e não passar na roleta? ( acredite, acontece principalmente quando está carregando mala), não se desespere, basta pedir alguém para abrir a porta ao lado que é para entrada de cadeirantes ou malas grandes e você passa por lá.

Nos EUA eles confiam no cidadão muito mais do que no Brasil então se você passar por aquela porta é porquê você precisou e há uma justificativa. Ninguém vai te parar e perguntar o motivo de ter passado por lá mas caso aconteça, basta explicar o que aconteceu e pronto! Caso tenha guichê ao lado da roleta basta informar que perdeu o tempo de passagem na roleta.

Não tentem nada diferente, não tentem ser malandros, além de feio, não vai funcionar.

O que fazer?

Aconselho a comprar o NY City Pass, trata-se de um passe com 8 atrações mas que somente 6 podem ser visitadas, acontece que duas vocês terão que escolher. As atrações são:

    • 1 – Empire State Building
    • 2 – Museu Americano de História Natural
    • 3 – The Metropolitan Museum of Art
    • 4 – Observatório do Top of the Rock  OU Museu Guggenheim
    • 5 – Estátua da Liberdade e Ilha Ellis  OU Cruzeiros da Circle Line
  • 6 – Memorial & Museu do 11 de setembro  OU Museu Intrépido do Mar, Ar & Espaço

1 – O Empire States já foi o maior edifício do mundo. Possui 102 andares e 380 metros de altura. Vale muito a pena ir lá. Quando cheguei achei que só poderia visitar até o 86 andar mas não é verdade, pode ir até o topo. Há uma parte privada mas não está funcionando.

New York
Empire State Bulding

2 – O Museu Americano de História Natural é onde foi gravado o filme “Uma noite no Museu” e é muito bacana. O Cenário com animais de cera e tela ao fundo dá uma realidade no cenário incrível. É bem grande então reserve um bom tempo para passear por tudo.

New York
Museu de História Natural

3 – The Metropolitan Museum of Art é outro museu gigante com várias galerias a serem visitadas. Se vocês gostam de museus e de histórias, reservem os museus para dias diferentes e não programem outras atividades que requeiram tempo para serem visitadas.

New York
Metropolitan Museum, estátuas góticas

Se vocês não sabem, a maioria dos museus têm um preço sugerido mas pode entrar dando qualquer contribuição. Já paguei 20$ pra quatro pessoas, paguei 20 porque quis mas na verdade pode ser até 1$. De qualquer maneira vamos ajudar os museus. No MET há wifi gratuito.

4 – Nas duas vezes que comprei City Pass eu optei pelo observatório então não conheço o museu Guggenheim, sendo assim vou falar do Top of the Rock. O observatório é muito legal, lá de cima podemos tirar belíssimas fotos com o Empire States ou o Central Park ao fundo.

Rockfeller Centrer
Não deixem de visitar a noite, Top of the Rock

Dica para achar mais facilmente a entrada: Vá direto ao subsolo, pois é de lá que parte o elevador. Se você tem o City Pass, há uma fila separada para a troca do voucher e acaba sendo mais rápido. Fiquem atentos ao raio-x, todos devem passar pelo raio-x e porta de detecção de metais, então facilitem suas vidas já evitando levar muitas coisas e se preparando na fila.

Dica de ouro: Programem-se para irem próximo ao pôr do sol 🌅. É o melhor horário para tirar fotos aproveitando a luz natural e na sequência já conseguem ver a cidade iluminada a noite.

New York
Top of the Rock – Rockfeller Center

5 – De igual maneira como nas duas vezes eu escolhi o Top of the Rock ao invés do Museu Guggenheim, eu também escolho a Estátua da Liberdade ao invés do Cruzeiro da Circle Line. Aqui merecemos tecer mais comentários.

Não quis fazer o Cruzeiro porque tem um barco gratuito que vocês podem pegar e ele passar bem perto da Estátua, por isso melhor visitar a Estátua e a Ilha Ellis.

Nas duas vezes não visitei a Ilha Ellis, pois para conseguir visitar a Estátua e a Ilha, vocês devem ir bem cedo. Há um horário limite de 14:30 para visitar a Ilha, após este horário eles avisam pra escolher um ou outro porque o tempo é curto para o deslocamento de barco mais a visita em ambas atrações.

New York
Estátua da Liberdade

Para visitar a Estátua vocês pegarão uma grande fila tanto na entrada quanto para pegar o barco saindo da Ilha da Estátua. Preparem-se para esperar pelo menos 1 hora antes de embarcar. Em determinadas épocas do ano faz muito frio e ficar na fila dói bastante.

Para embarcar é preciso antes passar em um raio-x também. Eles são bem rigorosos então já se preparem quanto à isto também.

Gostam de vulcões? Vejam um bem interessante em Tenerife

6 – Eu já visitei os dois e vale muito a pena. Pra quem gosta de artigos e histórias de guerra convencional, o Intrepid é fascinante com vários aviões e até um ônibus espacial da NASA.

Já o Memorial 11/9 é uma atração que conta outro tipo de guerra, a do terror. Lá vocês poderão ver muita coisa do atentado como viaturas dos bombeiros, pertences pessoais, lojas reproduzidas com as roupas que estavam na vitrine no dia do atentado, histórias e gravações reais e algumas cenas reais que são impactantes.

New York
Inteprid Museum

Em uma determinada área não é possível tirar fotos nem usar celular. Fiquem atentos às regras e o que for visto por lá acaba ficando na memória, porém do lado de fora desta parte, onde há a viatura dos bombeiros, pilastras da construção antiga e outros souvenires, pode-se tirar fotos à vontade.

Memorial 9/11 New York
Memorial 9/11

O valor do NY City Pass é de 122$ mas no site www.showtickets.com encontrei por 110 mais taxas. Ah, por falar em taxas, Nova Iorque cobra 8,75% em tax, ou seja, façam bem os cálculos na hora de reservar a grana para levar na viagem. Chequem bem os valores das atrações antes nos sites, pois eles variam bastante.

New York
Memorial 9/11 NY

Além das atrações do NY City pass ainda há muitas outras coisas a fazer. Passear pelo Central Park de bicicleta é uma delas. Você facilmente aluga um bike por 12$ por 3 horas ou menos e sai pra conhecer o que der neste intervalo.

Existem outras opções de tempo que variam de 1 hora até um dia inteiro. Também há possibilidade de pegar a bike do Citibank mas você precisa devolver de tempos em tempos na estação.

Se tiver tempo incluam um ou dois shows da Broadway. Sobre atrações, falarei mais em outros posts, pois realmente tem muita coisa pra fazer em NY.

Não deixem de conferir os videos no YouTube

Onde comprar?

Se formos falar em compras ficaremos horas por aqui e como vou fazer um post detalhando cada atividade entre compras, atrações, shows, onde comer e etc, então só vou deixar um avant-première por aqui.

Se quiserem coisas baratas a Burlington é ideal. Se pensarem em outlet o Jersey Garden é o mais perto de Manhattan e mais dinâmico com lojas mais comuns como CK, Adidas, GAP, Levis dentre outras. Mas caso queiram mais glamour com lojas de grifes renomadas então vão para o Woodbury.

Jersey Gardens
Jersey Gardens Outlet

Century 21, H&M, Macy’s, Uniqlo dentre outras também oferecem excelentes opções e bons preços. É coisa de louco mesmo.

Jersey Garden NY
A felicidade de quem fez umas comprinhas

Bom até aqui conseguiram acompanhar? Nova Iorque tem muita coisa pra fazer e para não ficar tedioso, vou fazer outros posts dando dicas de onde comer, o que visitar, onde fazer compras e tudo mais.

Mandem suas dúvidas, façam comentários e participem com suas experiências.

Nos vemos por aí…