O que fazer em Porto – Portugal 🇵🇹

Fala viajantes! Continuando o post anterior onde comecei a relatar como foi minha viagem à Portugal, falarei sobre como foram os dias em Porto e os deslocamentos para Coimbra e Aveiro, além de deixar as impressões sobre vários pontos visitados.

O primeiro dia foi em Óbidos. Se você ainda não viu o que fazer e visitar nesta cidadezinha que fica entre muralhas de um castelo, clique aqui e veja as dicas, fotos e vídeos.

2º dia – Saída para Porto

A saída para Porto foi conforme previsto. Ficamos 5 dias em Porto e de lá visitamos outros lugares. Pegamos a estrada que é triplicada com limite de velocidade de 120 km/h. Não há nenhum buraco nem polícia pra te parar. Todos respeitam a sinalização e ninguém tranca a faixa da esquerda, caso queira ultrapassar.

Ainda sobre as estradas, fiquem atentos aos pedágios. Portugal já utiliza a tecnologia do tag e em alguns pontos não há cabine de cobrança. Você deverá alugar o tag junto com o carro e um equipamento, na estrada, registra quando você passar por um pedágio.

Planejado em Porto:

Terreiro da Sé (Centro Histórico)

✅ Objetivo concluído com sucesso. Andamos pelo centro histórico e visitamos mais outras quase dezenas de igrejas. É fácil andar a pé e difícil andar de carro. Vá com roupas e calçados confortáveis e divirta-se. Encontrei até minha igreja por lá 🙂

Igreja Sé do Porto

✅ Objetivo concluído com sucesso. Fez parte do rol de igrejas visitadas. Já comentei que são muitas igrejas espalhadas por toda a cidade?

Igreja da Sé, porto

Ponte Dom Luiz I

✅ Objetivo concluído com sucesso. A ponte é muito bonita e caminhar sobre ela é bem legal. Nela caminha-se ao lado da linha de trem, então, fiquem atentos! Prepare-se para tirar várias fotos e fazer filmagens.

Mosteiro da Serra do Pilar

✅ Objetivo concluído com sucesso. A vista do alto do Mosteiro é bem legal. Vê-se a cidade de Vila Nova de Gaia e o Porto. Paga-se 2 euros para entrar e dentro você pode visitar algumas salas e a igreja. Também pode subir na torre dependendo da hora. No entanto, não há nada de empolgante dentro do Mosteiro, o mais interessante é a vista das cidades. Se estiver com orçamento apertado, evite gastar para entrar no Mosteiro, apenas subir lá já vale.

Mosteiro de Gaia

Descer de teleférico para as caves de vinho do Porto

❌ Objetivo não concluído. Decidimos não gastar 9 euros por pessoa pra descer no teleférico que seria somente 6 minutos de viagem. A descida é simples e dá pra fazer a pé, julgamos que não valia 9 euros.

Cave para visitar (Sandeman, Burmester, CalémCroft, Ferreira, Offley, Taylor’s e Graham’s – escolher uma para visita guiada e degustação)

✅ Objetivo concluído com sucesso. Visitamos a Sandeman, uma excelente Cave. Pagamos 13 euros pelo tour clássico com degustação de 2 vinhos. Vale a pena fazer a visita em uma das caves. Você pode degustar, 2, 3 ou 5 vinhos. Os preços na Sandeman variam de 13 a 40 euros. Dica: Se estiverem em duas pessoas, peguem um tour de 2 vinhos e um de 3 vinhos, assim poderão provar 5 vinhos diferentes. Você não vai beber uma taça inteira, lembre-se de que é apenas uma degustação.

Sandeman

Caminhar pelo Cais de Gaia em direção à ponte

✅ Objetivo concluído com sucesso. Ao sair da Sandeman ou de qualquer Cave, caminhe pelo Cais de Gaia. Lá tem uma espécie de feirinha que você pode comprar alguns souvenirs locais. O Cais não é tão grande e é muito agradável de caminhar. Tire belas fotos com Porto ao fundo. Se forem a noite poderão aproveitar a beleza do Cais do Porto com suas luzes acesas.

Cais de Gaia

Palácio da Bolsa

❌ Objetivo não concluído. Como já havíamos andado o dia todo e ainda voltaríamos caminhando para o centro de Porto, resolvemos não visitar o Palácio da Bolsa. Também, há um custo de 10 euros e julgamos que não valeria a pena.

3º dia – Ainda em Porto

Igreja do Carmo, na Praça da reitoria da Universidade do Porto

✅ – Objetivo concluído com sucesso. Foi mais uma igreja visitada.

Descer pela Rua das Carmelitas até à Livraria Lello 

✅ – Objetivo concluído com sucesso. Para entrar na livraria você precisa comprar um voucher que não é vendido na entrada. Na esquina da rua da livraria tem uma loja onde você compra o ticket de check in. Há um custo de 5 euros para entrar e você pode abater este valor se comprar algum livro.

Livraria Lello

Sinceramente, não achei que valeu muito a pena. A livraria é pequena e cheia, não tem muita variedade de títulos e você não pode acumular vouchers, ou seja, é apenas 5 euros de desconto por pessoa. A única coisa legal é a escadaria vermelha e uma sala com coisas do Harry Potter, afinal, foi lá que a escritora se inspirou para escrever o livro.

Jardim das Oliveiras (árvore icônica portuguesa) em direção a Torre dos Clérigos (subir os 240 degraus para a vista panorâmica)

❌ Objetivo não concluído. No fim, não achamos esse Jardim das Oliveiras e decidimos não pagar os 5 euros para subir os 240 degraus da Torre dos Clérigos. Já estávamos percebendo que gasta-se muito para fazer coisas simples. Algumas igrejas cobram para visitar certas partes como a Torre dos Clérigos.

Avenida dos Aliados – entrar na Estação de trem de São Bento

✅ Objetivo concluído com sucesso. A estação é bem grande e na entrada dela tem uma decoração bem grande de azulejo português. É mais um ponto a visitar mas é bem rapidinho. Aproveitamos para comprar cerejas frescas no local, uma fruta que se encontra em abundância e com bom preço em Portugal.

Estação São Bento

Café Majestic (Rua Santa Catarina, 112)

✅ Objetivo concluído com sucesso. Não espere muita coisa do café. Ele é famoso e tradicional por ser um dos mais antigos de Portugal (inaugurado em 1921), mas as mesas são apertadas para 4 pessoas. Os preços são extremamente caros. O cafezinho custa 6 euros. Uma rabanada custa 8 euros. No fim, gastamos mais de 60 euros pra tomar um cafezinho com uma coisa para comer (éramos 4 pessoas). Não estou falando de um café como um lanche, digo uma xícara de café normal por 6 euros. Eu achei um absurdo mas, vai de cada um. Passe na frente, tire fotos mas, se não quiser pagar quase 30 reais por um café, não entre.

Café Majestic

Percorrer Rua Santa Catarina até Capela das Almas

✅ Objetivo concluído com sucesso. A rua Santa Catarina é o calçadão de Porto. Tem várias lojas e é bem agradável andar por lá. A Capelas das Almas é pequena e toda decorada com azulejos externamente, não há como não vê-la.

Capela das Almas, Porto Portugal

Mercado do Bolhão

✅ Objetivo concluído com sucesso. O Mercado estava em reforma, mas havia um mercado temporário. O temporário não é muito grande, mas é bem organizado. É um mercado onde vendem-se frutas, verduras e peixes, além de souvenires.

Mateigaria – Cafeteria Delta Q

Delta Q Café

Não tínhamos programado ir a essa cafeteria mas achamos tão legal que resolvemos visitar. O ambiente é bem amplo e confortável. Existem vários tipos de café para você experimentar e custa bem baratinho, ao contrário da Majestic, o café lá custa 0,75 e 0.85 cada. Os de 0,75 são os tradicionais e os de 0,85 são os de assinatura de alguém. O pastel de nata custa apenas 0,50 também e é feito na hora na sua frente. Vale a pena conferir.

Porto, Portugal

4º Dia

Jardim do Passeio Alegre (foz do Rio Douro)

✅ Objetivo concluído com sucesso! Na verdade, é um parque com muita área verde, bancos para sentar e banheiros à beira da Foz do Rio Douro. Lugar tranquilo para caminhar, mas não é necessário reservar muito tempo para passear por lá. Há estacionamento tranquilo e seguro. Caminhe um pouco em direção ao Farol das Felgueiras.

Caminhar até o Farol das Felgueiras

✅ Objetivo concluído com sucesso! Estacionamos no Jardim do Passeio Alegre, atravessamos o parque e caminhamos até o Farol das Felgueiras. É uma caminhada bem tranquila e boa de fazer. O mar fica meio revoltoso em determinadas épocas, então, não tenha medo de se molhar um pouco ao andar pelo píer. É um lugar bacana para fotos e vídeos. Tem vídeo no YouTube mostrando o mar e a competição de vela, confere lá depois.

Miradouro Pérgola da Foz

❌ Objetivo não concluído.

Fundação Serralves

❌ Objetivo não concluído. Mas deixo aqui o endereço e o horário de funcionamento. Caso alguém vá, deixe aqui nos comentários se vale a pena ou não. (Rua Dom João de Castro 210 – Aberto diariamente das 10:00h às 19:00h)

Mercado do Bom Sucesso

✅ Objetivo concluído com sucesso. O Mercado é um lugar muito bacana com vários quiosques de comidas, bebidas e lanches. Lá você pode almoçar ou fazer lanches. Há uma grande variedade de quiosques, então, vá com um pouquinho de tempo para andar a vontade. Para quem gosta de chás, há uma banca com uma impressionante variedade de mixes para infusões. Não deixe de conferir!

Jantar em Matosinhos

❌ Objetivo não concluído. A ideia era jantar em algum restaurante que servisse frutos do mar como O Gaveto ou O Lusitano mas no fim, não fomos.

Conclusão

Tem bastante coisa para fazer em Porto e o melhor é que dá pra fazer tudo a pé. Tem muita igreja para visitar e para quem é muito católico, é um paraíso. Coloque uma roupa confortável e um bom tênis para caminhar o dia todo. Existem vários cafés espalhados pela cidade e sempre que cansar, pare, tome um café e coma um pastel de nata (pastel de Belém, somente em Belém em Portugal, o resto é pastel de nata).

E você? Já visitou Porto ou vai visitar?

Nos vemos por ai…

Como foi minha viagem à Portugal

Chegou o dia da viagem à Portugal. Malas prontas, gadgets carregados, atualizados e preparados para algumas fotos e vídeos pelo caminho. Roteiro traçado, contas feitas, itinerários descritos e Google Maps baixado para uso offline. Assim começo a viagem à Portugal conforme descrito no post anterior onde falei sobre o planejamento da viagem. Caso não tenha lido, clique aqui.

Como falei no post anterior, fiz um roteiro que parecia bem longo com várias atividades durante o dia e não sabia se daria pra cumprir. Pois então, vamos ver o que consegui cumprir dos primeiros dias. Também vou detalhar alguns lugares que já tinha lido que seria bom visitar mas na real, não gostei tanto.

Opinião sincera

Já informo que vou dar uma opinião bem prática e sincera então fique sabendo que não sou daqueles que acha tudo mil maravilhas só porque estou no exterior. Muitas pessoas saem do Brasil e o senso crítico fica por lá, porque não questionam as coisas ruins que passam e nem reclamam de nada. Nem sempre é um mar de rosas sair do Brasil pra visitar outros lugares.

Vou falar dos principais pontos que encontramos comentados nos blogs, sites e revistas. Falarei também de preços, das comidas e da qualidade do serviço em si. Vocês verão que quebrarei alguns mitos. Vou dividir o post para não ficar gigante. Também vou trazer fotos e vídeos no Instagram e no YouTube, confiram lá.

Vamos fazer um review do post anterior descrevendo a execução do planejamento conforme foi acontecendo. Planejar e prever é uma coisa, executar 100% é outra coisa. É muito difícil prever todas as situações mas planejar é necessário também.

O voo

Pra começar, adianto que não tivemos imprevistos com o voo mas vi pessoas com problemas e qualquer um de nós pode passar por eles. O que vi na hora de embarcar em Porto Alegre para Guarulhos foi a empresa TAM cobrando um padrão de mala que está fora do previsto para voos internacionais.

No Brasil as dimensões adotadas para as malas de mão são 55X35X25 mas as de padrão internacional são 56X45X25. O maior problema que vi, e digo que foi uma baita palhaçada da companhia, foi a funcionária da companhia aérea medindo as malas com uma caixa de papelão que é um gabarito. Ela cobria sua mala com a caixa de papelão e se entrasse sem agarrar nada, você estava liberado.

Acontece que muitas das malas têm aquelas borrachinhas que fazem uma proteção para a mala não ficar em contato direto com o chão. Esses pezinhos agarravam no papelão e a funcionária da TAM dizia que a mala estava fora do padrão. Heloooowwww as dimensões da mala são as mesmas, somente agarrou por conta da borracha que forma o pé da mala. Mesmo assim eles queriam que o viajante despachasse a mala pagando por isso.

Nem vou entrar no mérito da questão de ser uma baita safadeza da empresa ou, pelo menos, questionar a postura da funcionária que parecia uma xerife inspecionando as bagagens de mão. Fato é que aquilo lá não era nem um pouco razoável e, além de tudo, as dimensões no Brasil estão fora do padrão internacional.

Imaginem as dores de cabeça que as pessoas estão tendo com as malas de mão que já usam há muito tempo e, de repente, não podem mais usar por que o Brasil adotou medidas que só ele quer? Um baita problema. Caso aconteça com você, sugiro que vá direto ao balcão da ANAC reclamar. Eles podem medir a mala e ver que você não está errado.

Fora isso, o voo seguiu nos horários previstos. Chegamos em Guarulhos, aproveitamos a sala Vip da American Expess, a mesma do Priority Pass e depois embarcamos. Se você ainda não tem dicas sobre uso de salas VIP, deixe nos comentários que vou passando. Se a demanda for grande, posso fazer um post explicando.

O voo de Guarulhos para Lisboa seguiu sem atrasos. Foi um voo direto pela LATAM mas não teve nada de extraordinário. Seviram um jantar que não foi tão empolgante e depois um café da manhã menos empolgante ainda. Já peguei voos muito melhores como os da American Ailines, TAP e Emirates.

Roteiro de viagem à Portugal

Uma das dificuldades que tivemos na hora de escolher o carro para alugar foi o tamanho do porta-malas, pois não sabíamos se caberiam todas as nossas malas. Eu já evitei a mala de mão e só levei a mochila, além da mala de 23kg. Éramos quatro pessoas e cada um com uma mala de porão. No fim das contas, nenhuma mala ultrapassou 15kg (bom para comprar lembranças).

Óbidos portugal

De início, os carros oferecidos pela Rentalcars eram C4 Cactus e o QashQai. Tinha o Juke também mas vi que o porta-malas era pequeno. No fim das contas já imaginava que todas as malas não caberiam. Tudo bem que nós íamos fazer poucos deslocamentos com as malas todas mas, mesmo assim, precisaríamos levar tudo de uma vez.

Reservei então um Peugeot 308 station wagon, um daqueles carros perua e foi a melhor coisa. Na hora de pegar o carro no guichê, pegamos um Kia novinho dessas perua e as malas couberam na medida certa. Se tivéssemos mais uma mala não caberia e teríamos problemas. O carro era muito bom, econômico e cheio de itens de segurança.

Aconselho prestarem bastante atenção na hora de escolher um carro. Se estiverem em duas pessoas, qualquer um vai servir. Uma vez viajei com minha filha e aluguei um Mustang Conversível. Praticamente sem mala por conta da capota que abre e fica dentro da mala, mas como éramos somente dois, foi fácil.

1º dia – Chegada à Lisboa e deslocamento para Óbidos.

Chegamos no aeroporto de Lisboa, pegamos as malas e fomos retirar o carro. A locadora era a GoldCar e pegamos um Kia station wagon novinho. Já tinha alugado com eles na Grécia e o carro não era muito novo mas desta vez foi diferente.

Uma grande dica! Em Portugal já existem pedágios sem cabines. São pedágios iguais aos nossos Sem Parar, ou seja, você precisa ter uma TAG no carro e quando passa por uma barreira eletrônica, ela registra e cobra depois. Você tem que reservar esse TAG e, lógico, precisa pagar por isso. Foi em torno de 12 euros.

Seguimos então para Óbidos conforme planejado. Chegamos um pouco cansados devido aos deslocamentos todos, ao horário do voo que foi 16:45 da tarde chegando em Portugal às 06:00 da manhã, porém o fuso é de 4 horas a mais. Demos uma voltinha, mas fomos pra casa dormir um pouco para aproveitarmos melhor a cidade depois. Vamos ver agora, o que conseguimos fazer do que foi planejado.


Planejado em Óbidos:

Castelo de Óbidos

✅ Objetivo concluído com sucesso. O castelo na verdade é uma pousada, mas você pode caminhar pelos arredores e ver tudo. Pode tirar fotos, filmar e até comer no restaurante do castelo. Fique para o pôr do sol que é muito mais bonito do que durante o dia com iluminação normal.

Castelo de Óbidos
Castelo de Óbidos

Caminhar sobre a muralha

Muralhas de Óbidos

✅ – Objetivo concluído com sucesso. A muralha é bem legal mas tome cuidado, pois ela é estreita. Não paga nada para caminhar sobre ela e a vista é muito bonita. Vejam, no canal do YouTube, o vídeo que fiz com o drone. São imagens espetaculares.

Ginjinha (bebida típica)

✅ – Objetivo concluído com sucesso. A Ginja, que é uma bebida típica de Óbidos, está em todos os lugares. Ela é feita de uma frutinha bem parecida com a cereja mas é amarga e não dá para comer. Normalmente, é servida em um copinho de chocolate e custa 1 euro. É bem gostosa e vale a pena trazer uma garrafa para beber em casa. Comprei duas né, vai que….

Igreja de São Tiago e Igreja Matriz de Santa Maria

✅ – Objetivo concluído com sucesso. Você consegue visitar muitas igrejas e acredite, são muitas em Portugal. Visitamos mais igrejas do que havíamos programado.

Igreja em Óbidos
Igreja de Santa Maria

Restaurantes: Petrarum Domus, Tasca Torta

❌ – Objetivo não cumprido. Alguns restaurantes não abriram no período em que estávamos lá mas isso não foi problema. Basta escolher outro restaurante e pronto! Os pratos típicos são frutos do mar e o bacalhau em especial. Os preços variam de 12 a 15 euros por prato.

Pernoite em Óbidos

✅ – Objetivo concluído com sucesso. Pernoitamos em um local que parecia uma casa dos anos 30. Um casa chamada, Casa de Cima bem ali ao lado do castelo. São dois quartos com sala, cozinha, área de serviço, varanda e terraço. Muito bom pra passar uns dias mas em Óbidos, um pernoite é suficiente.

Óbidos Portugal

Dica! Em Óbidos é muito difícil estacionar então não espere parar o carro em frente à sua hospedagem. Deixe o carro em um local seguro, mas não por risco de roubo e sim por colisão. As ruas são estreitas e podem encostar no carro e arranhar.

Conclusão

Óbidos é um lugar bem legal para conhecer. Geralmente as pessoas vão lá por excursão, passam algumas horas de vão embora. Como chegamos de manhã em Portugal, resolvemos ir para Óbidos e fazer um pernoite. Vale muito a pena se estiver fazendo uma viagem tranquila e com dias para passear.

Experimente fazer uma viagem sem correria para conhecer esta mini cidade envolta por uma muralha e conhecer o castelo e os restaurantes. Aproveite para se embebedar com a famosa Ginjinha.

Acompanhem os próximos post onde falarei de Porto, Aveiro, Coimbra, Sintra e Lisboa.

Nos vemos por aí….

Planejando uma viagem para o México – Cancún


As férias do segundo semestre estavam marcadas para novembro mas não sabia para onde ir até que decidi: Fazer uma viagem para o México! Comecei a planejar a viagem para o México com 3 meses de antecedência. Como ainda não conhecia a famosa Cancún, resolvi que este seria meu itinerário.

Sempre planejo as viagens, olhando as passagens, hotéis, lugares pra visitar e restaurantes para jantar mas nunca postei aqui como faço todo esse processo nem quanto custou a viagem. Tenho tudo anotado da Grécia e um dia coloco aqui mas agora vou colocar os custos e o planejamento da viagem ao México.

Voo para México

Começada as pesquisas de passagem encontrei um bom voo saindo de Porto Alegre com destino à Cancún com duas paradas, uma em Lima e outra em São Salvador e apesar de duas paradas no caminho, o voo será rápido.

A viagem para o México será de 24 de novembro à 08 de dezembro. Decola as 07:50 da manhã e as 17:35 já chega em Cancún. O voo foi comprado pela Decolar.com e apesar de não gostar da empresa, foi o melhor preço. Geralmente faço as pesquisas no Kayak.com.

O preço do voo foi de R$ 2.800,00 que pode ser dividido em 10 vezes.  Aqui não me dei muito bem porque compramos quando o dólar estava um pouco alto, algo em torno de R$ 4,00. Engraçado foi que no dia seguinte apareceu uma promoção de compra pelo aplicativo de celular com desconto de R$ 300,00.

Cancelamos a compra sem pagar nenhuma taxa, pois ainda estava no prazo de 7 dias e tentamos comprar a nova passagem com desconto. No fim das contas não deu certo. Após duas tentativas de compra, apareceu uma mensagem dizendo que a operação não pode ser verificada e que receberíamos um e-mail com os dados. Estou aguardando o e-mail até hoje.

Ponto negativo para a Decolar.com!

Nunca gostei de comprar pela Decolar mas este voo estava mais barato. Resolvi cancelar a compra e tentar comprar a nova passagem com desconto e quando não consegui, tentei por horas fazer contato com a empresa e simplesmente não há opção para falar com atendente, até que por fim consegui um número.

Eu liguei e toda vez que eu escolhia as opções, a ligação caia no fim. Fiquei na imensa dúvida se tudo tinha dado certo ou não e por fim, comprei a passagem novamente por praticamente o mesmo preço. Depois disso tive que esperar o estorno da compra anterior. Foi só perda de tempo e dor de cabeça.

Acompanhe também a Road Trip pela Califórnia e Nevada 

Hotel em Cancún

Eu sou sócio da RCI Travel. Para quem não conhece, a RCI é uma dessas agências que tem convênios com diversos hotéis e fazem aquele intercâmbio entre propriedades. Além disso, oferece alguns serviços como voos e compra de ingresso.

As hospedagens da RCI não são a mais baratas mas em compensação são em hotéis 5 estrelas ou resorts, ou seja, para uma viagem de patrão, vale muito a pena reservar com a empresa, para quem é sócio, claro.

A primeira negociação foi com o Hard Rock Hotel Cancún All Inclusive. O valor para 7 dias era de apenas R$ 560,00 no entanto tinha que pagar a taxa do All inclusive que era de $330,00 para duas pessoas. Isso mesmo, o valor era em dólar e neste caso a hospedagem ficava muito cara, desistimos e passamos a pesquisar outros hotéis.

Em Cancun resolvemos ficar com a hospedagem no hotel Presidente InterContinental Cancún que também tem categoria 5 estrelas. O valor para 7 dias sem All inclusive foi de $ 650,82, como o dólar da época era aproximadamente R$4,10, o valor ficava em torno de R$ 2.668,36 mas pagarei em dólar no momento da hospedagem. 

Cancún México

O hotel é espetacular e muito bem localizado podendo fazer várias coisas a pé.

Hotel President Cancun Resort

Hotel em Riviera Maya

Após os 7 dias de hospedagem em Cancún, partiremos para outro hotel não muito distante mas um pouco mais próximo de Playa Del Carmem, afinal a viagem para o México é para passear bastante pelos pontos turísticos. O segundo hotel foi fechado com a RCI e trata-se do The Grand Mayan at Vidanta Riviera Maya.

The grand Mayan at Vidanta Riviera Maya

A diária pela RCI vale muito a pena e pagaremos apenas R$ 1.695,20 por 7 dias. Olhando diretamente no site eles colocam o valor da diária em U$ 780,00. No Booking.com não consegui encontrar este hotel.

A localização também é muito boa e o espaço é enorme. Assisti alguns videos no YouTube sobre o hotel que tem muita diversão para ocupar os dias de viagem. Apesar das várias atrações faremos os passeios pela cidade. Já estou achando que 7 dias nesse hotel vai ser pouco.

Riviera Maya

O que fazer no México

Pelo que pesquisei há muita coisa para fazer no México mas como estamos indo apenas para área mais turística que é Cancún e Riviera Maya, vou listar algumas das atrações que pretendemos visitar.

Outras cidades como Cidade do México, Oaxaca e outras vão ter que ficar para uma próxima visita.

Pontos a visitar:

  • Praias de Cancún;
  • Coco bongo;
  • Museu submarino;
  • Chichén-Itzá;
  • Playa Del Carmem;
  • Cozumel;
  • Tulum;
  • Isla Mujeres;
  • Ruínas de Ek Balam;
  • Xcaret Park;
  • Cenotes

Será que conseguiremos visitar tudo isso, pegar praia, aproveitar o resort e o hotel, tirar fotos, voar o drone, comer, dormir e tudo mais? Acho que 14 dias é pouco. Vamos ver na prática no fim do mês.

Ainda falta alugar o carro que devemos ver esta semana, caso fechemos negócio, atualizo o post.

Nos vemos por ai…

O que fazer em Pirenópolis

Pirenópolis é uma cidade no interior do Goiás, próximo à Goiânia e à Anápolis, que abriga uma beleza natural peculiar do cerrado no centro oeste do país bem como belíssimas cachoeiras e rios.

Com uma população de pouco mais de 22 mil habitantes, Pirenópolis é um município histórico com ruas de calçamento de pedrinhas, edificações no estilo antigo, sotaque bem interiorano e um acolhimento bem peculiar do pessoal do interior. Para quem conhece Parati no Rio de Janeiro ou Ouro Preto em Minas Gerais, Pirenópolis é mais uma versão de cidade no mesmo estilo.

Pirenópolis, Goias
Ruas de Pirenópolis

A principal economia é o turismo recebendo pessoas de varias lugares. As maneiras de se chegar à cidade podem ser partindo de Goiânia onde tem aeroporto e dista 120km com aproximadamente 2h de duração ou de Brasília que dista 150 km com aproximadamente 2h30min de carro.

É muito comum ver grupos de motociclistas irem para passar o fim de semana uma vez que as estradas são boas, quase não chove na região e é um passeio muito agradável.

Vejam também um passeio por Gramado no Rio Grande do Sul 

Cachoeiras de Pirenópolis

Com uma rápida pesquisa na internet podemos ver que há pelo menos 15 cachoeiras espalhadas pela charmosa cidade. Os hotéis são em menor número e tudo tem aquele aspecto de pousada bem no estilo caseiro.

Além das cachoeiras, Pirenópolis também possui mais de 100 córregos, 20 ribeirões, 9 rios 25 serras e 15 morros. Números aproximados retirados em pesquisas na internet mas o moradores de lá garantem até ter mais.

Quando fui saí de Anápolis então não fiquei hospedado por lá mas visitei duas cachoeiras diferentes. A primeira foi a Cachoeira do Rosário onde você pode passar o dia desfrutando da natureza descansando.

A outra foi a Cachoeira do Abade que também possui excelente estrutura para ficar o dia inteiro além de ter uma trilha um pouco maior do que a do Rosário com mirantes espalhado ao longo do caminho onde a parada é obrigatória para apreciar o visual.

Cachoeira do Rosário

cachoeira do rosário em Pirenópolis, goias
cachoeira do Rosário

Fica a 100 km de Anápolis e 160km de Goiânia. Para chegar lá pega-se uma rodovia BR e depois mais 17 km de estrada de terra. Atenção, a estrada de terra tem trechos difíceis de transpor, no entanto mesmo os carros pequenos é possível chegar lá com um pouco de paciência. Eu mesmo estava em um Fiat Uno.

É necessário fazer reserva antecipada no site www.cachoeiradorosario.com.br, pois a capacidade é de apenas 70 pessoas na estrutura. O valor do ingresso é de R$ 45,00 sem almoço ou R$ 90,00 com almoço à vontade incluído além de petiscos como torresmos e lascas de batata e mandioca fritos. A comida é feita em fogão à lenha.

Fogão a lenha
A comida vai ficar pronta já já!

A estrutura tem um excelente banheiro, um restaurante e uma área verde com bastante rede espalhada para poder descansar a vontade seja antes ou após uma Cachoeira. A trilha possui extensão de aproximadamente 1400 metros, toda calçada por pedras ou madeira.

O caminho passa por um pequeno mirante, uma piscina natural, pela cachoeira Encantada sendo a  última a maior de todas a Cachoeira do Rosário.

piscinas naturais, Pirenópolis

Por tras da cachoeira do Rosário tem um santuário de Pedras. Além de poder ver por trás da queda d’água, ainda pode ver vários totens e uma estatueta. É um lugar ideal para quem gosta de meditar.

cachoeira do rosário

O ideal é chegar cedo, aproveitar a natureza, almoçar e descansar um pouco nas redes para no fim da tarde pegar a estrada e volta bem tranquilo e relaxado. Lembro também que não pega sinal de celular mas no restaurante eles têm um Wi-Fi que permite se comunicar pelos aplicativos de comunicação como WhatsApp.

Vejam também uma viagem à Ilha de Malta

Lugar para descansar na cachoeira do rosário em Pirenópolis
Área de descanso com redes

O lugar também é de fácil acesso para crianças e idosos.

Cacheira do Abade

cachoeira do abade em Pirenópolis
A recepção está pronta para recebê-lo

A Cachoeira do Abade fica a 80 km e 1h30min de carro partindo de Anápolis e 140km e 2h44min de carro partindo de Goiânia. Pega-se a GO-338 e BR-414 para chegar até lá e depois mais uns 17km de estrada de chão. A capacidade que o local comporta é bem mais que 70 pessoas por ter varias cachoeiras e uma trilha de 2,4 km.

O ingresso custa R$ 30,00 para ir direto à Cachoeira principal pela trilha do Abade de aproximadamente 500 metros ou R$ 40,00 para fazer a trilha do Vale de 2,4km passando por 6 mirantes com destaque para um mirante de 80 metros de altura com vista panorâmica, piscinas naturais e 4 cachoeiras. Vale muito a pena fazer o caminho maior e aproveitar tudo o que o local oferece.

mirante
Um dos vários mirantes disponíveis durante a trilha

A trilha é toda calçada com pedras e os mirantes todos têm bancos para sentar e uma área com excelente estrutura para tirar fotos e apreciar o visual. Como já citei, o caminho é todo calçado não exigindo esforço nenhum para percorrê-lo.

trilhas em Pirenópolis

O visual do cerrado é peculiar e tem uma beleza singular que impressiona em sua grandeza. Quando fui não levei o drone mas para quem tem, aconselho fortemente levar e fazer excelentes imagens.

Logo na primeira piscina natural pude perceber o quanto legal seria todo o passeio. A piscina natural da foto abaixo tem uma profundidade de aproximadamente mais de 2 metros dentro da pedra. As pessoas saltam para dentro dela nesse pequeno espaço sem problema nenhum.

Seguindo mais um pouco e após alguns mirantes, chega-se a uma piscina natural com uma pequena Cachoeira chamada de Cachoeira do Sossego que provém de outras pequenas queda de água formando um visual muito bonito. É um excelente local para passar algumas horas tomando banho, recebendo massagem da queda d’água e tirando fotos. Atenção para a água gelada.

cachoeira do sossego, Pirenópolis Goiás

Continuando o passeio há uma ponte de madeira e correntes de aproximadamente 80 metros bem interessante. Liga um ponto a outro por cima das quedas d’água e só pode passar dois por vez por segurança. É um excelente lugar para tirar fotos, abuse do seu tempo por lá e aproveite.

Mais à frente existe mais uma Cachoeira com outra piscina natural muito boa, porem o sol não bate tanto por lá o que torna menos atrativa. Para aqueles que querem ficar isolados meditando, está é a melhor Cachoeira.

ponte sobre rio em Pirenópolis

Por fim, chega-se à Cachoeira principal chamada de Abade. Está é maior de todas daquela área possuindo uma faixa de areia e uma imensa piscina natural. Comporta facilmente mais de 40 pessoas ao mesmo tempo. A queda d’água cai direto sem interrupções de pedras o que faz ter uma força enorme e caso queira aquela massagem da Cachoeira, é bom tomar cuidado.

Também é um lugar propício para família podendo levar crianças e idosos para aproveitar o passeio. Leve água para beber no caminho, pois o calor é intenso e você não vai achar bebedouros. Claro que o passeio pode ser acelerado e chegar ao restaurante no caso de sentir sede ou fome mas o ideal é aproveitar o máximo cada pedacinho que o local oferece.

cachoeira do abade Pirenópolis Goiás

No fim também há um restaurante e redes para descansar. A comida é paga à parte do ingresso e pode ser paga com cartão de credito. A entrada deve ser paga em dinheiro. Aproveite o dia e no fim do passeio descanse para pegar a estrada de retorno.

Conclusão

A cidade de Pirenópolis fica na região do cerrado no centro oeste e oferece varias atrações e o chame como qualquer cidade histórica mas também uma ecoaventura por trilhas e cachoeiras. É um excelente lugar para passar um final de semana ou parte das férias. Tem excelente estrutura na maioria das cachoeiras e trilhas sendo possível levar crianças e idosos sem sacrifício.

Os valores de hospedagem e alimentação não são altos podendo realizar refeições por menos de R$ 20,00 em self services.

Já visitou Pirenópolis e suas cachoeiras? Tem algo a acrescentar e ajudar aos que ainda vão visitar a cidade e procuram o que fazer? Deixe seus comentários abaixo.

Tem muito mais fotos no Instagram, acompanhe por lá as novidades!

Nos vemos por aí…

Um domingo em Geribá, Búzios no Rio de Janeiro

Partiu com Grilão para um belo domingo na praia de Geribá em Búzios?

Praia de Geribá em Búzios
Praia de Geribá em Búzios

Geribá, Búzios, Região dos Lagos, Rio de Janeiro, já conhecem?

Provavelmente todo mundo já ouviu falar da beleza que é Búzios na Região dos Lagos no Rio de Janeiro, pelo menos pela televisão. A cidade, juntamente com outras como Cabo Frio, Arraial do Cabo, Saquarema, Rio das Ostras, São Pedro da Aldeia e outras, faz parte de uma linda região no Rio de Janeiro chamado Região dos Lagos.

Para quem já conhece pode dar o relato do que acha de cada lugar e para quem ainda não conhece, aproveite para ver as fotos na página e os videos do canal no youtube e programe uma ida para conferir de perto as belezas dessas praias. Neste post vou mostrar apenas um pouco de Búzios por meio de uma praia super famosa e muito boa pra passar o dia, a praia de Geribá!

Onde fica Geribá?

Olhando no Google Maps fica fácil ver que Geribá é uma praia extensa e ainda na entrada da Cidade. Como podem ver, o círculo, apesar de estar escrito “Praia da Ferradura” ali é Geribá. Praia da Ferradura é outra praia que fica próxima e o Google acabou marcando mais do que Geribá quando olhando o mapa daquele ângulo.

Mapa de Búzios
Mapa de Búzios

Reparem que a seta vermelha indica o centro onde fica a Rua das Pedras e a Orla Brigitte Bardot mas deixarei para falar deles em outros posts.

Vejam também Um domingo em Búzios com imagens feita com drone

O que fazer em Geribá?

Geribá é uma praia que considero de nível médio para família. Chamo de nível médio uma praia em que vocês pode ter sossego, podem mergulhar, a temperatura não é tão baixa, as ondas são moderadas e tem espaço para as crianças brincarem a vontade e também tomar banho. Algumas praias são de difíceis acesso e não permitem que crianças entrem na água.

Praia de Geribá em Búzios no Rio de Janeiro
Praia de Geribá

Por lá vocês podem alugar cadeiras e guarda sol ou levar o próprio. Há um restaurante lounge muito bom chamado FishBone, para aqueles que gostam de música eletrônica tipo House e Deep, não deixe de conferir.

Existem muitas outras praias próximas à Geribá e com mais tempo farei outras imagens e posts sobre elas, por enquanto vão aproveitando as imagens que fiz em um domingo de sol juntamente com o video no canal do Youtube.

Há também a possibilidade de surf, kitesurf, SUP, passeios em bóias e muito mais, ou seja, diversão não falta para uns dias em Geribá. Confiram no vídeo abaixo.

Vejam um pouquinho dos países que já visitei

Onde se hospedar em Búzios?

Para quem tem alguns dias de férias e quer aproveitar bastante a Cidade, sugiro hospedarem-se  próximo a uma praia, uma vez que provavelmente ficarão aproveitando mais a praia do que o centro da cidade, sendo assim pelas ruas próximas à Geribá vocês encontram excelente hotéis e pousadas.

Carro só será necessário para ir ao centro e outras praias, pois as hospedagens em Geribá são tão perto que não tem como ir de carro, até mesmo porque dependendo da época não vai encontrar onde estacionar.

E você, já conhece Búzios? Conhece Geribá? Dê-nos sua opinião sobre o lugar.

Nos vemos por aí….