Como foi minha viagem à Portugal

Chegou o dia da viagem à Portugal. Malas prontas, gadgets carregados, atualizados e preparados para algumas fotos e vídeos pelo caminho. Roteiro traçado, contas feitas, itinerários descritos e Google Maps baixado para uso offline. Assim começo a viagem à Portugal conforme descrito no post anterior onde falei sobre o planejamento da viagem. Caso não tenha lido, clique aqui.

Como falei no post anterior, fiz um roteiro que parecia bem longo com várias atividades durante o dia e não sabia se daria pra cumprir. Pois então, vamos ver o que consegui cumprir dos primeiros dias. Também vou detalhar alguns lugares que já tinha lido que seria bom visitar mas na real, não gostei tanto.

Opinião sincera

Já informo que vou dar uma opinião bem prática e sincera então fique sabendo que não sou daqueles que acha tudo mil maravilhas só porque estou no exterior. Muitas pessoas saem do Brasil e o senso crítico fica por lá, porque não questionam as coisas ruins que passam e nem reclamam de nada. Nem sempre é um mar de rosas sair do Brasil pra visitar outros lugares.

Vou falar dos principais pontos que encontramos comentados nos blogs, sites e revistas. Falarei também de preços, das comidas e da qualidade do serviço em si. Vocês verão que quebrarei alguns mitos. Vou dividir o post para não ficar gigante. Também vou trazer fotos e vídeos no Instagram e no YouTube, confiram lá.

Vamos fazer um review do post anterior descrevendo a execução do planejamento conforme foi acontecendo. Planejar e prever é uma coisa, executar 100% é outra coisa. É muito difícil prever todas as situações mas planejar é necessário também.

O voo

Pra começar, adianto que não tivemos imprevistos com o voo mas vi pessoas com problemas e qualquer um de nós pode passar por eles. O que vi na hora de embarcar em Porto Alegre para Guarulhos foi a empresa TAM cobrando um padrão de mala que está fora do previsto para voos internacionais.

No Brasil as dimensões adotadas para as malas de mão são 55X35X25 mas as de padrão internacional são 56X45X25. O maior problema que vi, e digo que foi uma baita palhaçada da companhia, foi a funcionária da companhia aérea medindo as malas com uma caixa de papelão que é um gabarito. Ela cobria sua mala com a caixa de papelão e se entrasse sem agarrar nada, você estava liberado.

Acontece que muitas das malas têm aquelas borrachinhas que fazem uma proteção para a mala não ficar em contato direto com o chão. Esses pezinhos agarravam no papelão e a funcionária da TAM dizia que a mala estava fora do padrão. Heloooowwww as dimensões da mala são as mesmas, somente agarrou por conta da borracha que forma o pé da mala. Mesmo assim eles queriam que o viajante despachasse a mala pagando por isso.

Nem vou entrar no mérito da questão de ser uma baita safadeza da empresa ou, pelo menos, questionar a postura da funcionária que parecia uma xerife inspecionando as bagagens de mão. Fato é que aquilo lá não era nem um pouco razoável e, além de tudo, as dimensões no Brasil estão fora do padrão internacional.

Imaginem as dores de cabeça que as pessoas estão tendo com as malas de mão que já usam há muito tempo e, de repente, não podem mais usar por que o Brasil adotou medidas que só ele quer? Um baita problema. Caso aconteça com você, sugiro que vá direto ao balcão da ANAC reclamar. Eles podem medir a mala e ver que você não está errado.

Fora isso, o voo seguiu nos horários previstos. Chegamos em Guarulhos, aproveitamos a sala Vip da American Expess, a mesma do Priority Pass e depois embarcamos. Se você ainda não tem dicas sobre uso de salas VIP, deixe nos comentários que vou passando. Se a demanda for grande, posso fazer um post explicando.

O voo de Guarulhos para Lisboa seguiu sem atrasos. Foi um voo direto pela LATAM mas não teve nada de extraordinário. Seviram um jantar que não foi tão empolgante e depois um café da manhã menos empolgante ainda. Já peguei voos muito melhores como os da American Ailines, TAP e Emirates.

Roteiro de viagem à Portugal

Uma das dificuldades que tivemos na hora de escolher o carro para alugar foi o tamanho do porta-malas, pois não sabíamos se caberiam todas as nossas malas. Eu já evitei a mala de mão e só levei a mochila, além da mala de 23kg. Éramos quatro pessoas e cada um com uma mala de porão. No fim das contas, nenhuma mala ultrapassou 15kg (bom para comprar lembranças).

Óbidos portugal

De início, os carros oferecidos pela Rentalcars eram C4 Cactus e o QashQai. Tinha o Juke também mas vi que o porta-malas era pequeno. No fim das contas já imaginava que todas as malas não caberiam. Tudo bem que nós íamos fazer poucos deslocamentos com as malas todas mas, mesmo assim, precisaríamos levar tudo de uma vez.

Reservei então um Peugeot 308 station wagon, um daqueles carros perua e foi a melhor coisa. Na hora de pegar o carro no guichê, pegamos um Kia novinho dessas perua e as malas couberam na medida certa. Se tivéssemos mais uma mala não caberia e teríamos problemas. O carro era muito bom, econômico e cheio de itens de segurança.

Aconselho prestarem bastante atenção na hora de escolher um carro. Se estiverem em duas pessoas, qualquer um vai servir. Uma vez viajei com minha filha e aluguei um Mustang Conversível. Praticamente sem mala por conta da capota que abre e fica dentro da mala, mas como éramos somente dois, foi fácil.

1º dia – Chegada à Lisboa e deslocamento para Óbidos.

Chegamos no aeroporto de Lisboa, pegamos as malas e fomos retirar o carro. A locadora era a GoldCar e pegamos um Kia station wagon novinho. Já tinha alugado com eles na Grécia e o carro não era muito novo mas desta vez foi diferente.

Uma grande dica! Em Portugal já existem pedágios sem cabines. São pedágios iguais aos nossos Sem Parar, ou seja, você precisa ter uma TAG no carro e quando passa por uma barreira eletrônica, ela registra e cobra depois. Você tem que reservar esse TAG e, lógico, precisa pagar por isso. Foi em torno de 12 euros.

Seguimos então para Óbidos conforme planejado. Chegamos um pouco cansados devido aos deslocamentos todos, ao horário do voo que foi 16:45 da tarde chegando em Portugal às 06:00 da manhã, porém o fuso é de 4 horas a mais. Demos uma voltinha, mas fomos pra casa dormir um pouco para aproveitarmos melhor a cidade depois. Vamos ver agora, o que conseguimos fazer do que foi planejado.


Planejado em Óbidos:

Castelo de Óbidos

✅ Objetivo concluído com sucesso. O castelo na verdade é uma pousada, mas você pode caminhar pelos arredores e ver tudo. Pode tirar fotos, filmar e até comer no restaurante do castelo. Fique para o pôr do sol que é muito mais bonito do que durante o dia com iluminação normal.

Castelo de Óbidos
Castelo de Óbidos

Caminhar sobre a muralha

Muralhas de Óbidos

✅ – Objetivo concluído com sucesso. A muralha é bem legal mas tome cuidado, pois ela é estreita. Não paga nada para caminhar sobre ela e a vista é muito bonita. Vejam, no canal do YouTube, o vídeo que fiz com o drone. São imagens espetaculares.

Ginjinha (bebida típica)

✅ – Objetivo concluído com sucesso. A Ginja, que é uma bebida típica de Óbidos, está em todos os lugares. Ela é feita de uma frutinha bem parecida com a cereja mas é amarga e não dá para comer. Normalmente, é servida em um copinho de chocolate e custa 1 euro. É bem gostosa e vale a pena trazer uma garrafa para beber em casa. Comprei duas né, vai que….

Igreja de São Tiago e Igreja Matriz de Santa Maria

✅ – Objetivo concluído com sucesso. Você consegue visitar muitas igrejas e acredite, são muitas em Portugal. Visitamos mais igrejas do que havíamos programado.

Igreja em Óbidos
Igreja de Santa Maria

Restaurantes: Petrarum Domus, Tasca Torta

❌ – Objetivo não cumprido. Alguns restaurantes não abriram no período em que estávamos lá mas isso não foi problema. Basta escolher outro restaurante e pronto! Os pratos típicos são frutos do mar e o bacalhau em especial. Os preços variam de 12 a 15 euros por prato.

Pernoite em Óbidos

✅ – Objetivo concluído com sucesso. Pernoitamos em um local que parecia uma casa dos anos 30. Um casa chamada, Casa de Cima bem ali ao lado do castelo. São dois quartos com sala, cozinha, área de serviço, varanda e terraço. Muito bom pra passar uns dias mas em Óbidos, um pernoite é suficiente.

Óbidos Portugal

Dica! Em Óbidos é muito difícil estacionar então não espere parar o carro em frente à sua hospedagem. Deixe o carro em um local seguro, mas não por risco de roubo e sim por colisão. As ruas são estreitas e podem encostar no carro e arranhar.

Conclusão

Óbidos é um lugar bem legal para conhecer. Geralmente as pessoas vão lá por excursão, passam algumas horas de vão embora. Como chegamos de manhã em Portugal, resolvemos ir para Óbidos e fazer um pernoite. Vale muito a pena se estiver fazendo uma viagem tranquila e com dias para passear.

Experimente fazer uma viagem sem correria para conhecer esta mini cidade envolta por uma muralha e conhecer o castelo e os restaurantes. Aproveite para se embebedar com a famosa Ginjinha.

Acompanhem os próximos post onde falarei de Porto, Aveiro, Coimbra, Sintra e Lisboa.

Nos vemos por aí….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.